Esqueceu sua Senha?

Coloque seu email abaixo e enviaremos um
link para você criar uma nova senha.

Esqueceu sua Senha?

Coloque seu email abaixo e enviaremos um
link para você criar uma nova senha.

Cadastre-se

Mude hábitos e economize no dia a dia

Por i vie

O dinheiro tem o poder de resolver problemas e facilitar nossas vidas. É graças a ele que podemos fazer investimentos em nós mesmas — desde os maiores, como adquirir um apartamento, aos mais simples, como comprar um vestido ou uma maquiagem nova. A maioria de nós já percebeu isso: nos últimos anos, nos tornamos protagonistas de peso no mercado de consumo.

Segundo o Instituto Data Popular, movimentamos R$ 1,1 trilhão por ano e somos responsáveis por 85% das decisões financeiras familiares. O problema é que, muitas vezes, estamos presas a hábitos de consumo que nos levam a gastar mais e de forma desnecessária. Consultamos especialistas em finanças e compilamos dicas importantes para você economizar mudando essas “manias”. Confira abaixo:

Fotografia financeira

“Muitas pessoas não fazem um orçamento doméstico organizado e, com isso, não têm ideia de quais são seus limites de gastos no mês”, diz Conrado Navarro, especialista em finanças e autor do livro Dinheiro é um Santo Remédio. Troque a ordem: ao invés de gastar primeiro e depois pensar em como encaixar a despesa em seu orçamento, planeje-se. Um controle financeiro básico já permite que você analise como usa o dinheiro e perceba como melhorar seu perfil de gastos.

Uso (efetivo) de ferramentas de controle financeiro

É comum fazermos compras com base em nossa memória de quanto já gastamos no mês — e, quase sempre, essa memória falha. Ferramentas para nos ajudar nessa tarefa não faltam, das planilhas e aplicativos ao bom e velho caderninho. O que falta é criar o hábito de usá-las. “Por um período, controle-se para anotar todos gastos”, sugere o especialista em finanças André Massaro, professor do Instituto Educacional BM&FBovespa. “Vai ser chato, mas é preciso forçar. Depois de um mês, você terá uma surpresa e começará a dar importância para aquilo e fazer mais.”

Tempo para as finanças

Podem ser cinco ou dez minutos. O importante é dedicarmos um período do nosso dia ao tema. “Esse pouco tempo faz com que tenhamos contato com nossas finanças”, diz Massaro. Observe seus extratos bancários e de cartão e seus investimentos.

Metas ajudam a poupar

Quando temos em mente objetivos relevantes que queremos realizar em um horizonte de tempo, mesmo que seja para um ou dois meses, somos acompanhadas por isso todos os dias. “Se eu não tenho uma razão muito forte para deixar de gastar dinheiro, vou simplesmente encontrar algo que queira e vou gastar”, acredita Navarro. Com um propósito maior, a situação muda.

Atenção!

Nós sabemos que o cartão de crédito facilita a vida, mas pode ser um perigo. “Se você costuma gastar muito dessa forma, cole um post-it no cartão e anote seu objetivo maior”, sugere Navarro. Isso ajuda a despertar nosso lado racional na emoção da compra e a não gastar dinheiro antes da hora.

Fugindo do impulso

“Nunca compre algo no momento em que olhou na vitrine”, sugere Massaro. Encontrou uma roupa interessante e ela ficou perfeita em você? Esqueça dela, vá para casa e espere o dia seguinte. Se ainda acordar com vontade de ter a peça, volte à loja e compre sem culpa. Desacelerando as decisões de compra, compramos menos.

 

Quer ter uma vida planejada e mais tempo para você?

Veja como!

http://www.ivie.com.br/meubudget



Leia mais:


MULHER : 8 razões para termos mulheres na liderança
Ela usa a mesma roupa para trabalhar há 3 anos, todos os dias
CARREIRA : 10 micos a evitar numa entrevista de emprego – e como corrigi-los a tempo



Conheça a nossa
ferramenta de controle
financeiro que irá te
auxiliar a ter uma vida
mais planejada.

Veja Agora