Esqueceu sua Senha?

Coloque seu email abaixo e enviaremos um
link para você criar uma nova senha.

Esqueceu sua Senha?

Coloque seu email abaixo e enviaremos um
link para você criar uma nova senha.

Cadastre-se

Estudo sugere não ajudar na lição de casa das crianças

Por i vie

Uma pesquisa da Universidade de Oviedo, na Espanha, perguntou a mais de 7 mil alunos do ensino médio quanto tempo eles gastavam à noite para fazer a lição de casa. E passaram a elas um pequeno teste de matemática e ciências.

Os pesquisadores descobriram que os estudantes que fizeram de 70 a 90 minutos de lição de casa à noite foram um pouco melhor no teste do que as crianças que fizeram 60 minutos, mas não melhor o suficiente para fazer o tempo extra valer a pena.

O que importava mesmo era a frequência com que faziam a lição de casa. Os alunos que fizeram uma quantidade moderada, a cada dia, saíram-se melhor do que aqueles que fizeram a lição de casa com menos frequência.

Um dos pontos que mais chamou a atenção no resultado dos testes é o quanto os pais ajudaram nos trabalhos de casa: as crianças que completaram o seu dever de casa sozinhas foram melhor do que aquelas que os pais ajudaram.

Os pesquisadores também acreditam que enormes quantidades de lição de casa não são produtivas. O estudo indica ainda que, apesar disso, é importante que a atribuição da lição de casa seja sistemática e regular, com o objetivo de estabelecer hábitos de trabalho e promover a autonomia.

Em outras palavras, mais alguns minutos de dedicação e um pouco menos a lição de casa podem ajudar o seu filho a aprender mais e tirar boas notas.

 

Quer ter mais controle da sua vida financeira?

Veja como !

http://www.ivie.com.br/meubudget



Leia mais:


VIDA : Ciência mostra 7 hobbies que te fazem mais inteligente
Nova lei das empregadas domésticas: 6 dicas sobre as principais dúvidas dos patrões
COMPRAS : 4 maneiras fáceis de gastar menos no supermercado



Conheça a nossa
ferramenta de controle
financeiro que irá te
auxiliar a ter uma vida
mais planejada.

Veja Agora