Esqueceu sua Senha?

Coloque seu email abaixo e enviaremos um
link para você criar uma nova senha.

Esqueceu sua Senha?

Coloque seu email abaixo e enviaremos um
link para você criar uma nova senha.

Cadastre-se

6 grandes mulheres que não chegaram lá antes dos 40

Por i vie

A geração da internet adora se vangloriar de seus ícones que fazem muito sucesso desde cedo, aos 20 ou 30 anos. Aplaudem de pé as notáveis realizações das pessoas que ainda jovens fazem suas fortunas e empreendem grandes negócios.

Mas no caso de algumas das mulheres mais influentes e com as carreiras mais duradouras da nossa cultura, o sucesso e aclamação não vieram tão cedo.

Aqui estão seis mulheres de grande sucesso que não atingiram seu pico de carreira até 40 anos de idade ... ou mais.

 

Vera Wang

Muito antes receber pedidos de vestidos de noiva de alta costura pelo sucesso de “Sex and the City”, Vera era uma patinadora de competição. Em 1968 e 1969, Vera e seu parceiro de patinação ganharam o campeonato nacional dos Estados Unidos. Em 2009, ela entrou no hall da fama da patinação artística.

Quando se formou na faculdade, com licenciatura em história da arte, Vera decidiu se dedicar à moda. Começou a trabalhar para a Vogue logo após a formatura, galgando seu caminho até chegar a editora de moda sênior aos 23 anos. E por lá permaneceu durante 15 anos, enquanto eventualmente fazia trabalhos de design para a Ralph Lauren.

Mas não foi antes de 1989, quando Vera tinha 40 anos e planejava seu casamento, que ela teve a ideia de abrir sua própria loja para noivas. Frustrada com a falta de opções de design para noivas, Vera acabou desenhando e projetando seu próprio vestido, que custou US$ 10 mil.

Em 1990, após conseguir um dinheiro com seu pai, Vera abriu sua primeira loja nupcial no Hotel Carlyle, em Nova York. Quinze anos depois, Vera tem lojas no mundo todo, incluindo Coreia do Sul e Austrália, e emprega cerca de 200 pessoas.

 

Julia Child

Curiosidade: ela não sabia cozinhar até os 36 anos.

Sua ambição original era ser romancista. Ela supostamente escreveu peças e contos, que enviava inclusive para a famosa publicação americana “The New Yorker”.

Mas nenhum de seus trabalhos foi publicado. Depois de se formar e mudar para Nova York, Julia trabalhou com publicidade em uma empresa de mobiliário doméstico, onde foi demitida por "grave insubordinação."

Quando começou a Segunda Guerra Mundial, Julia se ofereceu voluntariamente para trabalhar numa agência de inteligência do governo em Washington, como assistente de pesquisa. Seu trabalho consistia em viajar pelo mundo, para países como a China e Sri Lanka, para transportar documentos secretos de autoridades do governo dos EUA e oficiais de inteligência.

Quando seu marido foi destacado para trabalhar na embaixada dos EUA em Paris, Julia fez um curso de culinária francesa de seis meses no Le Cordon Bleu. Foi lá que conheceu as colegas Simone Beck e Luizinha Bertholle; juntas, formaram a sua própria escola de culinária, L'Ecole de Trois Gourmandes. Mais tarde, em 1961, o trio vendeu o livro de receitas de dois volumes “Dominando a Arte da Culinária Francesa” por US$ 750. O livro seria um best-seller nos próximos cinco anos.

Mas Julia não alcançaria fama sozinha até o ano seguinte, quando seu programa de culinária popular “The French Chef” foi ao ar pela WGBH. Não muito tempo depois, o “The French Chef” seria distribuído para 96 estações em todo os Estados Unidos.

Julia tinha 40 anos.

 

Nina Zagat

O famoso guia de crítica culinária Zagat não começou com um negócio de restaurante.

Em 1979, Nina e seu marido, Tim, eram advogados corporativos e foram transferidos para trabalhar em Paris. Nina tinha aulas de culinária no Le Cordon Bleu, e Tim trabalhava na firma Shearman & Sterling. Mas muito antes da expressão gourmet se popularizar, Tim já era fã ferrenho de degustação de comida.

Juntos, eles começaram a compilação de breves resumos de restaurantes em Paris. Quando o casal mudou-se de volta para Nova York, eles começaram a pedir a amigos opiniões sobre os restaurantes da cidade. Nos anos 1980 eles transformaram a ideia em um negócio e publicaram seu primeiro guia em 1982.

Três anos mais tarde, o Zagat simplesmente vendeu mais que o guia de restaurantes do New York Times! A notícia ganhou destaque e levou as vendas a saltarem de 40 mil para 75 mil. O Zagat então se expandiu para outras cidades como Los Angeles, San Francisco e Chicago, onde acumulou ainda mais o sucesso.

Em 1987, Tim parou de trabalhar com Direito para se dedicar ao negócio em tempo integral. Nina seguiu o exemplo do marido em 1990, aos 48 anos.

Em 2011, o Google comprou o Zagat por US$ 125 milhões.

 

Viola Davis

Não surpreendentemente, Viola Davis nasceu para o palco.

Ela se formou em teatro e passou a estudar na Juilliard School, em Nova York. Em 1996, com 31, fez sua estreia na Broadway num papel de protagonista em Seven Guitars. Em 2001, ela ganhou seu primeiro Tony Award por seu trabalho no drama Rei Hedley II.

Ela então começou a aparecer na televisão, com pequenos papéis em Cidade dos Anjos e Law & Order. E fez outros papeis em filmes menores, como um bem apagado em Antwone Fisher, pelo qual recebeu uma indicação ao Independent Spirit Award.

Mas sua carreira realmente decolou quando atuou ao lado de Meryl Streep no filme Doubt. Por sua atuação, Viola recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Ela tinha 43 anos.

Viola agora é protagonista do programa How to Get Away With Murder da rede ABC.

 

Toni Morrison

Antes de ganhar praticamente todos os prêmios literários no mundo de língua inglesa (um Pulitzer e um Nobel), Toni apenas tornava melhores os livros de outras pessoas.

Na década de 1960, Toni era uma editora da Random House e, mãe solteira, criava seus dois filhos sozinha. Antes disso, ensinou Inglês na universidade do Texas University e na Howard University (onde se formou com ênfase em clássicos). Ela também cursou um mestrado na Universidade de Cornell, onde fez sua tese sobre Virginia Woolf e William Faulkner.

Aos 39, o primeiro romance de Toni, O Olho Mais Azul, foi publicado. Embora tivesse recebido elogios da crítica, o romance não vendeu bem. Seu próximo livro, Sula, foi indicado para o American Book Award. Mas não seria até a publicação do seu terceiro romance, Canção de Salomão, que Toni receberia toda a atenção nacional - e ganharia o Prêmio da Crítica Nacional Books. Canção de Salomão também foi destaque no premiado clube do livro, tornando-se o primeiro romance de um escritor negro a ser escolhido desde 1940.

Ela tinha 46 anos.

 

Lucille Ball

A comediante foi convidada a deixar a escola de dramaturgia por seu baixo desempenho nos palcos.

Quando Lucy tinha 15 anos, mesmo com poucos recursos financeiros, sua mãe a mandou para uma escola de teatro em Nova York.

Mas Lucy ficou intimidada e assustada no curso, especialmente porque a estrela da escola era nada mais nada menos que Bette Davis. A escola supostamente escreveu para a mãe de Lucy:  "Lucy desperdiça seu tempo e o nosso. Ela é muito tímida e reticente até mesmo para colocar o seu melhor pé em frente."

Lucy saiu da escola mas permaneceu em Nova York fazendo bicos como modelo aqui e ali sob o nome Diane Belmont. No início da década de 30, Lucy tinha tingido o cabelo loiro e saído para Hollywood à procura de um “trabalho de qualidade”. E então finalmente participou  de mais de 70 filmes, desde pequenas peças até papéis principais em filmes de categoria B.

Mas na década de 1940 Lucy ainda não havia pego nenhum dos principais papéis que almejava. Em um esforço para redirecionar sua carreira, seu marido, Desi Arnaz, a encorajou a tentar trabalhar no rádio. Lucy conseguiu o papel de protagonista na comédia My Favorite Husband, que a CBS estava interessada em transformar em um programa de televisão.

Após muita negociação, Lucy tornou-se a primeira mulher a chefiar uma empresa de produção televisiva: Desilu, que ela e Desi criaram para manter o controle criativo sobre seu programa de sucesso, I Love Lucy.

Quando a primeira temporada de I Love Lucy foi ao ar, em 1951, Lucy tinha 40 anos.

 

 

 



Leia mais:


COMPORTAMENTO : Conheça os 10 hábitos dos grandes líderes e saiba como usá-los a seu favor
Mulher de George Clooney quer lhe dar um novo Porsche de R$ 1 milhão de aniversário
VIDA : 10 conselhos de um milionário para você ficar rico



Conheça a nossa
ferramenta de controle
financeiro que irá te
auxiliar a ter uma vida
mais planejada.

Veja Agora